Famílias assentadas são cadastradas para acesso a programas sociais


Os projetos de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Igarapé do Anta e Agroextrativista (PAE) Eixo Forte, localizados no Município de Santarém (PA), receberam neste mês um mutirão de acesso a programas sociais do Governo Federal. A ação, iniciada no último dia 14, encerrou ontem (30). Foram colhidos os dados de 615 pessoas para a inclusão/atualização no Cadastro Único, e 600 assinaram os termos de adesão ao “Bolsa Verde”. Os cadastros serão avaliados, e os aprovados têm a previsão de gerar pagamentos a partir de 2014.

mutirao_pae_eixo_forte_out_13_alessandra_pedroso“Esses benefícios são um complemento para melhorar as condições das famílias que vivem na região e não têm uma renda fixa”, afirma Alessandra Pedroso (foto), integrante da federação que representa o PAE Eixo Forte, onde 13 comunidades foram visitadas pelas equipes do mutirão.

O trabalho foi executado por servidores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e da Prefeitura de Santarém. Outros órgãos parceiros, como o Sistema Nacional de Emprego (Sine) e os Correios, prestaram serviços adicionais, entre os quais, orientações relativas à ocupação no mercado de trabalho e o cadastramento para emissão de CPF, respectivamente.

“As metas foram alcançadas. Concluímos um trabalho que faz parte do Plano Brasil sem Miséria e visa a diminuição das desigualdades sociais”, explica o superintendente do Incra/Oeste do Pará, Luiz Bacelar Guerreiro.

Entenda os programas sociais

O Cadastro Único para programas sociais do Governo Federal é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, entendidas como aquelas que têm rendimento mensal de até meio salário mínimo, por pessoa, ou total de até três salários mínimos.

O “Bolsa Verde”, lançado em setembro de 2011, concede, a cada trimestre, um benefício de R$ 300 às famílias em situação de extrema pobreza que vivem em áreas consideradas prioritárias para conservação ambiental. O benefício é válido por dois anos, podendo ser renovado.

Parte do Programa Brasil Sem Miséria, o “Bolsa Verde” atende famílias que já recebem o “Bolsa Família” e desenvolvem atividades de uso sustentável dos recursos naturais em reservas extrativistas, florestas nacionais, reservas de desenvolvimento sustentável federais e assentamentos ambientalmente diferenciados da reforma agrária.

Informações dos sites dos Ministério do Meio Ambiente (MMA) e do Desenvolvimento Social (MDS) foram utilizadas neste texto.

Anúncios

Comentário (s)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s