Incra define vistoria em nova área para comunitários de Fátima de Urucurituba


O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) realizou reunião, na manhã desta terça-feira (13), na sede do órgão em Santarém (PA), sobre o remanejamento das famílias de Fátima de Urucurituba. A comunidade fica à margem do rio Amazonas, no assentamento agroextrativista Urucurituba, município de Santarém.

Como encaminhamento, o Incra propôs a realização de uma vistoria, na próxima quarta-feira (21), numa nova área da comunidade Santa Maria, dentro do assentamento agroextrativista Eixo Forte, em Santarém.

A demanda de reassentamento surgiu em razão do fenômeno das “terras caídas” no assentamento agroextrativista Urucurituba. O rio Amazonas, em atrito com as margens de comunidades ribeirinhas, provoca deslizamentos do solo.

Estima-se que 35 famílias de Fátima de Urucurituba necessitem de reassentamento para a região do Eixo Forte.

Crédito: Incra/Luís Gustavo

Superintendente do Incra, Luiz Bacelar, recebe lideranças de Fátima de Urucurituba e do assentamento Eixo Forte

Para acompanhar a vistoria, o Incra convidará representantes do Ministério Público Federal (MPF); da Defesa Civil; da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma); da Secretaria Municipal de Agricultura (Semab); da Coordenadoria Municipal de Incentivo à Produção Familiar (Cprof); e do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Lideranças das comunidades Fátima de Urucurituba e Santa Maria também estarão presentes.

Anúncios

Comentário (s)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s